Banner Rádio Hebrom
22 de Jan de 2018
pabllo-vittar-planeja-passar-reveillon-em-maceio-sem-calcinha

Destaque do primeiro dia do Festival da Virada de Salvador, a cantora vai se inspirar em Anitta na superstição da virada COMENTE

Por: Igor
29 de Dez de 2017
63

Pabllo Vittar pretende abir mãos das roupas íntimas na virada do ano. A cantora passará o Réveillon em Maceió, onde fará um show no Armazém Uzina, no bairro do Jaraguá.  A declaração veio durante coletiva de imprensa na Bahia. 

"Estava pensando nisso hoje! Esses dias fui gravar um clipe com o Lucas Lucco na praia e a roupa era muito justa. E, gente, eu tive que esconder o menino com uma fita. E estou pensando em usar essa fita e passar sem calcinha também, para dar boa sorte e começar o ano trabalhando muito", conta a cantora, vencedora do prêmio "Melhores do Ano" na categoria "Música do Ano" com "K.O.".


A cantora Anitta também virou o ano sem a peça íntima na virada de 2016 para 2017. 

ARTISTA VIBRA COM PARTICIPAÇÃO EM FESTIVAL: 'ENERGIA GOSTOSA'

Estreante no festival - encerrado com show de Ivete Sangalo, grávida de gêmeas - que deve reunir meio milhão de pessoas na primeira noite, Pabllo se mostrou animada com o público baiano. "Eu estou amando muito, sempre sou bem recebida aqui em Salvador, tenho vários fãs aqui. A turnê passada, "Open Bar Tour", começou aqui também, fiz shows em casas aqui de Salvador. É sempre uma energia muito gostosa estar aqui. E hoje tem vários artistas renomados e eu aqui, é uma honra enorme!", diz.

PABLLO ELEGE PARTE DO CORPO FAVORITA: 'PERNAS'

Em recente entrevista, Pabllo falou de sua relação com seu corpo e relembrou o bullying sofrido na infância. "Não gostava de ser altona assim. Quando eu era pequena, os meninos ficavam me chamando de girafa, era magrela... Não tinha esse bumbunzão. Hoje, amo minhas pernas. Mas o melhor mesmo é que não tenho celulite!", contou a cantora, cuja dieta não tem cerveja. A maranhense também comemorou a diversidade de seu público: "Fico muito feliz. As senhorinhas me adoram e as crianças vão crescer com outra mentalidade, sabendo que ser diferente é legal. Acho que sou um exemplo. Quando era pequeno não tinha ninguém para me espelhar. Não tinha alguém na TV que eu olhava e falava: 'Eu posso ser isso'. Tinha o Ney (Matogrosso), mas ele era uma divindade, muito distante de mim".

 

Purepeople


commentários

Create Account



Log In Your Account